sábado, 9 de agosto de 2008

Quando a música traz o céu para os homens

Sempre cantei. Na minha infância, a rede era a minha nave espacial. Deitava-me e com o pé na perede de barro (casa de taipa) eu impulsionava meu vôo. 10,9,8,7,6,5,4,3,2,1, vrummmmmmmmmmmmmm.

E a canção me levava para as nuvens. Cantar era tão natural... Tão fácil e tão divino. Depois, as 8 anos, comecei a cantar na igreja. Um coralzinho simples, desses de interior que não tem maestro, não tem estudo de música, não tem muitos instrumentos. Só tem a música e o prazer. Pois minha voz se destacava ali. Diziam as pessoas. Era o solista. E acho que ia para a igreja só pela música. Ela me ensinou a percorrer outras estâncias. Me permitia sonhar com um mundo possível. Ela me levava até Deus. Não o deus da minha religião, mas o Deus de todos, até dos que não crêem.

Para você perceber do que a música na voz de uma criança é capaz, veja o vídeo abaixo. Três meninos ingleses encatam o mundo com sua voz. O trio The Choirboys. Nessa hora a gente pensa: "Por que as crianças precisam crescer?".

Um comentário:

Rosana disse...

Lindaaaaa!!!!!!!!!!!!
Sem palavras..........
abraços.