domingo, 1 de março de 2009

Vamos fazer uma ilha feliz?

Um paraíso formado de dunas branquinhas, floresta de mangue que é berçário para bandos e mais bandos de uma ave vermelha chamada guará, água por todos os lados, vinda dos rios e do mar, 80 casinhas de palha e madeira. Esse lugar existe e fica no litoral oeste do Maranhão. É um arquipélago com cerca de 30 ilhas, habitadas por pescadores. A ilha mais famosa chama-se Lençóis (não é os Lençóis Maranhenses, ok?). Os 300 habitantes ( a maioria crianças) vivem do extrativismo, da pesca...
O que eles têm de maior riqueza são as lendas. Pois juram que o Rei Dom Sebastião, que desapareceu na África no século XVI, está encantado lá, com todo o seu reino. O rei surge na forma de um touro negro. Um dia, tudo vai ao fundo e o Reino aparecerá. Sinistro isso, não é? Simplesmente magnífico. Eu tenho viajado constantemente para lá, pois minha pesquisa de tese é sobre o imaginário dessa ilha.

Mas o objetivo deste post aqui é convocar meus leitores para me ajudarem. Estou montando, com a comunidade de pescadores, um memorial com bliblioteca e material da cultura deles. Pensando sobretudo nas crianças, a sala de leitura deverá ter muitos livros infanto-juvenis, além das reportagens e material de gravação com a memória dos mais velhos. A casa será um ponto de valorização do oral e do escrito e as crianças terão cursos de arte e saúde durante o ano.

COMO VOCÊ PODE AJUDAR?
Doando livro infanto-juvenil, novo ou usado, desde que em boas condições de leitura. Tudo na casa será fruto de doação. Eu mesmo estou doando o espaço de uma casa que adquiri na última viagem, e a comunidade vai produzir o material que ficará em exposição (oratório, instrumentos de pesca, roupas e acessórios do bumba-meu-boi, etc).

Se você quiser dar sua contribuição, entre em contato, que passo endereço para envio dos livros. Querendo conhecer um pouco mais da riqueza dessa ilha, acesse os links abaixo, com artigos da minha pesquisa: DIÁRIO DE UMA VIAGEM A LENÇÓIS e MITO SEBASTIÂNICO . Este texto, O rei que virou lenda, é uma narrativa poétiva de minha autoria e será publicado em livro infanto-juvenil no próximo ano. Nele eu conto a história de Dom Sebastião e falo da lenda na ilha maranhense.
Peço que você escreva uma cartinha num postal ou foto para enviar junto com o livro. Essas correspondências formarão um painel na sala de leitura para que aquela comunidade se sinta valorizada. Agradeço muito se você divulgar esse post entre seus leitores e amigos.

Um abraço do Cláudio Rodrigues

13 comentários:

Andreia disse...

Oi Claudio, que idéia maravilhosa só poderia mesmo ter vindo de você. É lindo o que está fazendo pelos habitantes desta ilha e principalmente pelas crianças. Andei lendo a respeito e achei impressionante o contraste entre a beleza do lugar e a simplicidade de seus moradores...
O mundo precisa de mais pessoas como você!!!
Bjs no coração....

Andreia disse...

Claudio não estou conseguindo acessar o link. Quando tento apareçe está mensagem:

A URL requisitada não foi encontrada neste servidor. O link na página referida parece estar com algum erro ou desatualizado. Por favor informe o autor desta página sobre o erro.

Se você acredita ter encontrado um problema no servidor, por favor entre em contato com o webmaster.

Aracelia Moreira Leite disse...

Que maravilha! Fico imensamente feliz. Assim da pra acreditar que um outro mundo e possivel. Parabens!!!

Anônimo disse...

Querido Claudio, adorei a sua idéia e que bom que o mundo é habitado por pessoas de coração fraterno como você. Tenho certeza de que as crianças mais uma vez ficarão muito gratas com a sua ajuda. Conte comigo! Vou dividir o acervo da minha turma de alfabetização com a sua ação solidária. Que agora é a nossa ação solidária.
Beijos,
Gisela.

Mauricio disse...

Oi Claudio!

Parabéns pela inicitiva, vou fazer minha pequena parte para colaborar.

Um grande abraço

Anônimo disse...

Querido amigo,
Realmente você me surpreende e encanta!! Quando eu penso que você está focado num determinado projeto, como o Cronopinhos por exemplo, você aparece com uma novidade dessas que me deixa impressionada.Conte comigo para o que precisar. Vou encaminhar o seu post para os professores do Ensino Fundamental Anos Finais e todos as pessoas da Equipe.
Um grande abraço ,
Rosana

Anônimo disse...

Caro Claudio,
Se gostei?
Claro,vamos até lá p´ra conhecer este paraiso.
Parabens,
Arthur

Anônimo disse...

Cláudio,

Acabei de receber da Rosana um e-mail com o seu blog. Olha, não sei nem te dizer a emoção e orgulho que senti de você por seu trabalho naquele paraíso.. Não consegui postar nenhum comentário, mas espero que você me ensine como se faz.
Quero saber direitinho de que maneira posso colaborar com o seu Projeto.
É de pessoas como você que o nosso Brasil precisa para fazer de crianças como aquelas os verdadeiros desbravadores e descobridores do nosso país!!!
Orgulho-me ainda mais de ser nordestina quando encontro "homens machos" como você que vieram da nossa terra e, apesar da distância não esquecem o valor da nossa terra.
Parabéns!!!!!

Beijos....
Ingrid Schneider

Janaina Amado disse...

Oi, Cláudio! Manda o endereço, que eu mando os livros. Parabéns pela inciativa. Beijo!

Anônimo disse...

Olá Claudinho,

Tudo bem? Tenho recebido algumas ofertas de livros para os "nossos" habitantes da Ilha.

Recebi também uma enciclopédia contendo 25 livros. Interessa?
Foi a Luciana, prof. de Port. quem fez a doação.
Ela gostaria de enviar pelo correio em caixas. Pede o endereço.
E eu também peço. Estou aguardando.

Abraço,
Rosa

Aparecida disse...

Professor parabéns pela iniciativa de montar esse memorial. Essa ideia so poderia partir de você uma pessoa muito especial.


Abraços
Aparecida

Anônimo disse...

Que coisa linda, sou orgolhosa de sua amiga, mas não me supreende, porque lhe conheço, sei o quanto es capaz.
parabens! vá em frente amigo.
bjos Mocinha

Ricardo disse...

Caro, boa tarde. Como entro em contato diretamente contigo? Estou numa pesquisa q envolve o povoado de Lençóis e gostaria d conversar mais com vc.

Abraços,

Ricardo Menacker
menacker@gmail.com