terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Curtíssimas.

Voltei, enfim, e este é meu primeiro post de dezembro. Essas duas semanas foram difíceis. Não li nada dos blogs dos amigos, nem publiquei neca por aqui. Recomeço com uma lista de coisas urgentes, coisas que tenho de dar conta.
1. O filhote dos Sebinho está um belo rapazote. Aparece sempre junto com a mãe, que continua dando comida no bico do ganzelão. Linda família. E eu já fico ligado nos pios dele no matagal que fica em frente. Parece que sou o pai, ouvindo longe os apuros da cria.
2. Minha mãe e irmã estiveram comigo esses dias, vindas do Maranhão para o lançamento do Rei. Minha mãe se interessou mesmo foi pelas matas do Rio. Ela sabe o nome de tudo o que é planta e árvore. É uma mulher de dedo verde mesmo. De quebra saiu carregada de plantas. Pensei até que ela seria presa no aeroporto por contrabando.
3. Passei a semana corrigindo e elaborando provas, somando médias, contando pontos... A escola ainda reduz o homem a números. Fazer o quê.
4. Agradeço os posts de leitores e leitoras querendo saber onde eu me escondi. Gerana, Renata, Ana Tapadas, Juvenal, Cida (aqueles que preferem enviar por e-mail)... Gratíssimo pelo carinho.
5. Soube que o meu "Cirandeira" já está sendo ensaiado por um grupo de jovens do subúrbio carioca para ser encenado no natal. Benza Deus!!!
6. A tese está me consumindo. A montagem da casinha dos livros também. Rolam as dúvidas: será que a comunidade cuidará e dará valor ao sacrifício de mim e de tanta gente voluntária?
7. Sou todo dúvidas. Sou todo frangalhos. Mas a felicidade me domina.
Beijos.

6 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Que bom saber que o filho dos Sebinho está um belo rapazote, que a família esteve de visita, que a vida está agitada, mas ótimo mesmo foi saber que "a felicidade me domina". Como é bom ouvir isso.

Renata Luciana disse...

Notícias suas, da família Sebinho e da tua, do sorriso farto. É assim: "a vida tem época de oro! a primeira tá lá no começo da vida e a gente recebe de graça. A segunda a gente tem de buscá, tem de fazê..."

Vai guiando teus passos por essas terras da 'beirada do mar'.

Beijos,

Rê.

Ana Tapadas disse...

Que bom saber que andas bem. Há uma graça especial no teu modo de por as coisas.
Agora sou eu que ando nessa fase de final de trimestre...
Beijinho

Cida disse...

É ótimo saber que os Sebinhos voltaram para uma visita. E vão voltar sempre! Como dizem suas alunas, você tem doce.Parabéns por tudo! Fico feliz em saber que seu novo livro já é sucesso. Adorei conhecer sua maezinha um encanto de simpatia e gentileza. BEIJOS! Boas férias! Já estou com saudades!!!!

Silvana Nunes .'. disse...

Salve!
Muito obrigada pela visita e por seu comentário. Hoje a conexão está dando uma colher de chá, , estou conseguindo abrir alguns blogs menos carregado e deixar o meu profundo agradecimento - é muito bom poder contar com você. Aos pouquinhos eu vou dando conta de tantos amigos, de tantos comentários e de tantas leituras interessantes que aparece. Divulgar esse imenso país com suas belezas naturais e multiplicidades culturais é a minha verdadeira intenção, afinal ninguém pode amar aquilo que não conhece, não é verdade ? Eu me apaixonei pelo Brasil aos 12 anos de idade quando li Ariano Suassuna em "O Auto da Compadecida" - Chicó foi o meu primeiro amor..Penso que falta ao povo brasileiro é esse sentimento de pertencimento, de vontade de preservar o seu espaço lutando por um mundo cada vez melhor. Vemos tantas coisas na TV, escandalos de dinheiro em cueca, em bolsas, em malas e até na meia. Se essa raça de políticos amassem o Brasil e seu povo, isso não aconteceria. Com certeza que não. Porque eles só estão pensando neles próprios, dane-se quem vem atrás : farinha pouca, meu pirão primeiro, é o pensamento de quem não tem esse sentimento de pertencimento por uma nação tão linda, tão especial. Sim, porque aqui ainda é o melhor lugar para se morar. Por isso faço questão de divulgar a nossa cultura, o nosso povo, quem sabe um dia a ficha cai...Pode até ser uma ideologia, mas acredito que o melhor caminho seja a educação, o conhecimento.
Só sei que a coisa me parece estar dando certo, porque até já andei conhecendo alguns blogs iguais aos meus, a cópia é tão grande que até o layout e o corpo de letras são iguais - assim ninguém merece...Eu não me refiro as histórias, pois a cultura popular está ai, cada um transcreve de sua forma, só não pode mudar a alma da história, mas sim a cara de pau de copiar layout, fotos, corpo de letras, tudo igualzinho... esses textos, em sua grande maioria, são escritos por mim, só que tudo tem limite, vamos ser mais criativos.
Que a Paz e o Bem estejam sempre com você e mais uma vez muito obrigada pelo seu carinho para com o meu trabalho.
Um grande abraço,
Silvana Nunes.'.
Saudações Florestais !
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Maria disse...

Oi querido!
Estou sempre...(às vezes)em defasagem com as noticias tão bombásticas sobre sua pessoa. Voce está me realizando num monte de coisas,sabia? A começar pelo "Cirandeira" já criando asas próprias, um dia quem sabe (que deus me ouça), ele não se esbaqueia por aí com a familia Cebinhos? E a casinha dos livros? Bela iniciativa, parabens! Espero que o povo de lá reconheça seu trabalho. Traga fotos dela, digo, da Casinha dos Livros. beijos para sua mãe e irmãs. Que o ano novo seja até mais melhor do que o velho. xau.