sexta-feira, 2 de abril de 2010

Como semente...

Como semente...
É preciso ficar ali, na escuridão, imerso no breu, adormecido, gestando o mundo que virá.
Como semente... sonhar a nova vida, o tempo novo, novos desafios.
Tem coisas que devem morrer em nós para que haja uma ressurreição. É tempo de celebrar isto: a morte do velho homem para o nascimento do homem novo.
Então que morra em mim o velho homem, mergulhado na inércia, demasiadamente cansado para o combate, estranhamente apegado a velhas ideias. Que morra em mim tudo o que não for coragem, tudo o que não for libertação, tudo o que não for lucidez. Que morra em mim tudo o que me faz absurdamente prepotente, tudo o que me cega para o sonho, tudo o que eu não possa transformar em poesia. Que morra em mim tudo o que não for caminho, tudo o que não for vereda, tudo o que não for oásis. Que morra em mim tudo o que não for água benfazeja, fogo restaurador, ar inebriante e terra fecunda. Que morra em mim tudo o que for culpa, tudo o que for arrependimento, tudo o que me conduz para o fracasso de mim e do outro.
E que nasça o homem novo!
Boa passagem, boa páscoa!

8 comentários:

Renata Luciana disse...

Tantas vezes é preciso estar/ser semente. É tão bom poder chegar aqui e sentir nascer o novo em nós.

Beijos!

Olho no espelho disse...

Claudio adorei sua mensagem.Enquanto lia pude visualisar tudo que eu quero que morra dentro de mim e o que restaure em mim.
Parabéns por sua mente brilhante.bjus!!

Olho no espelho disse...

Esa lida sua mensagem. bjus, Ivne.

Angélica Nascimento disse...

que coisa linda menino tu escrevesse, tinha esquecido das suas palavras, me fazem bem, sabe. elas fizeram eu retormar meu blog q tinha esquecido, enfim, boa páscoa tb, não sou de desejar boa páscoa sabe, nem mal páscoa, q são essas comemorações, enfim, perdem todo o significado de fato, acho que prefiro comer chocolates todos os dias da minha vida, muitos beijos e cheiros para ti!

Janaina Amado disse...

Lindíssimas as suas sementes, Cláudio - fiquei comovida. Que germinem, hoje e sempre.

Rosana Cattete Reis disse...

Querido Claudio,
Nunca se esqueça de me enviar suas pérolas literárias que me fazem um bem enorme. Sou um pouco parecida com você em relação à bregueçada. Eu também gostaria de guardar o impossível.
Saiba que uma alma tão bonita como a sua já é a de um HOMEM NOVO. Um HOMEM NOVO que eu admiro e tenho um enorme carinho,
Grande abraço,
Rosana Cattete

Ana Tapadas disse...

Que bela mensagem!
Que nasça o Homem novo!
bjs

soça disse...

Se já admiro tanto o "velho cansado" que não para de CRIAR, imagino como será o NOVO que brotará